15 oct. 2009

Soledad faz a festa

Cantora argentina cativa o público.


Quando subiu ao palco do Centro Cultural Auxiliadora na noite de ontem, Soledad Pastorutti mostrou por que é conhecida como o furacão de Arequito. A energia da cantora foi correspondida por um público animado de aproximadamente três mil espectadores. O buenas noche foi caloroso.

Com cerca de meia hora de atraso, Soledad subiu ao palco recepcionada com muito entusiasmo pelos bajeenses. Próximo ao parapeito estavam as excursões de cidades gaúchas. Os fãs de São Gabriel estavam em destaque, chamaram a atenção de La Sole com faixas. Os uruguaios também marcaram presença no show, carregando a bandeira oriental. O traje da noite foi bota, bombacha, faixa pampa, lenço e chapéu. Cantores da música gauchesca marcaram presença. Circulavam entres os fãs artistas como Joca Martins, João Marcos “Negrinho” Martins, Fabiano Backieri, Anomar Danúbio Vieira, Juliano Moreno e Eduardo Soares.

Joca Martins levou até um “regalo” para Soledad, dois CDs com dedicatórias. Joca comemora a vinda da jovem cantora considerada a sucessora do ícone argentino Mercedes Sosa. “A vinda dela é histórica e marca um novo ciclo para a nossa música. A Soledad representa o resgate do folclore da cultura gaúcha entre a juventude. É importante para garantir o legado das nossas tradições”.



O cantor torce para que a presença de Soledad e outros cantores de língua espanhola sejam mais presentes no Brasil, proporcionando a integração cultural dos países do Mercosul. “A música da Soledad é conhecida até Santa Catarina, mas ainda precisa ser mais difundida no resto do país. Ela é uma ótima cantora e uma excelente intérprete e irá fazer muito sucesso por aqui”.

A admiração e carinho dos gaúchos, principalmente dos moradores da fronteira por Soledad teve seu auge quando o público cantou parabéns, uma homenagem a cantora que completou 29 anos, no último dia 12.

Fuente: Minuano Online (Brasil)
¡Muchas gracias Lidi,
corresponsal de Simplemente Sole en Brasil!

Dejá tu comentario